quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Esses reitores...


Da newsletter do Thomas Traumann, da Época: Gastos públicos – O reitor da UnB, Timothy Mulholland, anunciou ontem que deixará a cobertura paga e reformada com dinheiro público. A Finatec, fundação da UnB que deveria liberar créditos para pesquisas, gastou R$ 470 mil na compra de móveis e utensílios de luxo para o apartamento do reitor, como lixeiras de quase R$ 1 mil, saca-rolha de R$ 859 e escorredor de pratos de R$ 549. Em crônica brilhante, Conceição Freitas, do Correio Braziliense, relata suas agruras tentando empatar em gastos com o reitor. “ Meu fracasso retumbante foi na hora de encontrar um escorredor de prato de R$ 549. Achei de R$ 13,90, de R$ 44, até que finalmente surgiu à minha frente um de três andares, em aço inox, com separações para pratos (16), copos, talheres, design minimalista, apesar de levemente espacial, como se fosse um escorredor de pratos de astronauta da Nasa. Alarme falso. Custa R$ 139. Um escorredor de R$ 549???!! Me dei por vencida”. Por falar em reitor, não dá para esquecer que os acadêmicos da Universidade Estadual de Goiás (UEG) não permitiram o retorno de José Izecias. Ele licenciou-se do cargo para disputar uma vaguinha de deputado federal pelo PSDB em 2006. Perdeu. Agora ele é professor da Universidade Católica. À época da crise, os estudantes da UEG pediram também a demissão de sua mulher, que tinha salário de dar inveja em cargo criada para abrigá-la.

Um comentário:

longge disse...

This was followed later by the louis vuitton wallet which is as popular today as it was when it was first produced. louis vuitton wallets is made with high quality soft leather monogrammed with the company's trade mark. People all over the world have an unappeasable desire to own these marvelous louis vuitton 2010 . They are the quintessence of sophistication and class. It is not possible to just go into a store and buy one off the rack.